Indicadores de Vendas Avançados: Como definir - Landix

BLOG

Definindo Indicadores de Vendas Avançados

Definindo Indicadores de Vendas Avançados

O fator desempenho é o que diferencia uma empresa de alta performance de outra com resultados medianos. De um lado, temos aquelas que se preocupam em medir seus avanços com base em indicadores de vendas personalizados. Do outro, temos as que pensam somente em vender cada vez mais, mesmo que esse não deva ser o único objetivo.

A venda, que antes era considerada como o foco principal, passou a ser uma das “fatias do bolo”, fazendo com que muitas equipes de vendas se reinventarem para conseguir ter bons resultados. Hoje, os indicadores de vendas, quando bem pensados e monitorados, são um ótimo caminho para contribuir com o crescimento de um negócio.

Que tal saber mais sobre eles? Sua empresa e seu time de vendas agradecem! 

Principais Indicadores de Vendas 

Os indicadores são índices numéricos que mostram o desempenho das vendas na sua empresa. Portanto, são essenciais para uma análise eficaz dos resultados obtidos. Abaixo, separamos os principais indicadores de vendas para facilitar seu entendimento. Confira:

  1. Faturamento: é o indicador mais acompanhado pelas empresas. Geralmente, é medido ao comparar os resultados das vendas com o planejamento que foi estabelecido.
  1. Ticket médio: é o que mostra o gasto médio por venda, e está atrelado às receitas da empresa. Para aumentá-lo, muitas organizações optam por estratégias diversas, como dar descontos progressivos, frete grátis e combo de produtos.
  1. Positivação: é o indicador que mostra o número de vendas realizadas para cada número de visitas que foram efetuadas. Por meio dele é possível verificar se o desempenho do vendedor em relação à sua carteira de clientes está sendo satisfatório. 
  1. Cobertura de produtos: como o próprio nome sugere, é um indicador usado para medir quanto tempo o produto em estoque consegue atender às necessidades do consumidor, ou seja, o tempo que ele leva para sair do estoque. Trata-se de um indicador fundamental para poder gerenciar um negócio da forma adequada.
  1. Eficiência: em tese, é um indicador que se refere a fazer o melhor caminho para atingir os objetivos de venda, englobando ações como vender mais em menos tempo, usar menos recursos e até mesmo economizar combustível, por exemplo.
  1. CAC: o Custo de Aquisição por Cliente é um indicador que pondera os investimentos que foram realizados até que um consumidor se tornou um cliente. Por meio dele é possível analisar se está ou não valendo a pena adotar determinada estratégia para captar clientes.
  2. Ciclo de venda: é o indicador que determina o tempo necessário para que alguém compre um produto ou serviço de uma empresa e se torne um cliente. Ele contribui para analisar se o tempo até a venda ser concretizada está dentro do padrão ou demorado demais, possibilitando a correção do que está dificultando o processo.

Os problemas por trás dos indicadores ruins 

Após traçar os objetivos e metas, as organizações passam para a etapa de definir o indicador que contribuirá para que os mesmos sejam atingidos. 

Entretanto, nem toda empresa percebe de imediato o quanto escolher os indicadores certos para o negócio é necessário para que seja possível alcançar bons resultados. Como consequência, acabam definindo um indicador erroneamente, o que resulta em uma percepção de que a empresa está indo bem, quando na verdade não está. 

Muitos gestores, inclusive, pecam ao definir indicadores apenas por vaidade, onde usam métricas que mostram um cenário sempre positivo para visualizar setas apontando somente para cima. Logicamente, todos ficam felizes, mas a realidade do negócio na verdade é outra e isso se torna bastante perigoso.

Analisar um indicador de modo isolado pode fazer com que a empresa tenha uma visão míope da situação. Um exemplo disso na prática é quando somente o indicador de visitação é observado, sendo que ele não fornece as informações necessárias para saber se as visitas estão sendo construtivas, se um vendedor está tendo bons resultados em suas abordagens, se está gerando valor para o ponto de venda, dentre outros fatores importantes.

O que estamos querendo dizer é que definir indicadores que não condizem com a realidade da empresa ou são básicos o bastante para não fornecer resultados precisos pode ser bastante prejudicial para o crescimento do negócio, podendo até mesmo estagná-lo.

Opte por Indicadores de Vendas Personalizados

Você já deve ter percebido que escolher os indicadores certos para o seu negócio é o mais indicado a se fazer, pois agir de acordo com o que está dando certo para o outro não significa que será da mesma forma com a sua empresa. 

Pensando nisso, em vez de olhar fórmulas prontas na internet ou observar o que seu concorrente faz para poder copiá-lo, opte por ter indicadores personalizados que vão ao encontro das suas necessidades.

Antes de definir quais indicadores de vendas você terá, reflita sobre como essa escolha tem sido feita e se tem levado em conta a realidade e o momento que sua empresa está passando. Afinal de contas, nem sempre os indicadores tradicionais mostrarão os pontos críticos que precisam ser corrigidos.

Quer uma dica de como definir seus indicadores de vendas de modo estratégico? A Landix tem a tecnologia que você precisa para administrar todas as vendas que acontecem na sua empresa, permitindo que você avalie onde estão ocorrendo falhas e se vale a pena continuar com determinado indicador ou não.

Se torne mais estratégico e faça da tecnologia a sua grande aliada: adote uma de nossas soluções para simplificar e agilizar a gestão de vendas da sua empresa. 

Entre em contato conosco o quanto antes. Clique aqui.