Gestão de pedidos: como melhorar seus processos de entregas?

BLOG

gestão-de-pedidos

Gestão de pedidos: como melhorar seus processos de entregas?

Quando falamos sobre gestão de pedidos, logo pensamos que é muito difícil uma empresa de entregas nunca ter passado perrengue no envio de encomendas. Podemos dizer que praticamente todas essas empresas já tiverem problemas com entregas. Muitas companhias investem pesado em marketing, previsibilidade de vendas, mas pecam no serviço oferecido, especialmente no gerenciamento de pedidos.

Muitos desafios relacionados às entregas rápidas não são bem entendidos pelos clientes, que querem tudo pra ontem, a gente sabe como funciona. Por isso, conseguir cumprir prazos pré-estabelecidos se tornou decisivo nesse mundo de pessoas que vivem cada vez com mais pressa. E já dizia aquela velha máxima: “Você não é obrigado a combinar, mas tem a obrigação de cumprir”.

A gente sabe que imprevistos estão aí, esperando para acontecer, mas com uma gestão de pedidos adequada, você evita problemas e insatisfações que impactam negativamente na imagem da sua empresa.
Gestão de pedidos e a otimização de processos

Precisamos considerar um fato: quanto mais otimizados estiverem os processos na sua gestão de pedidos, maior vai ser a organização no momento de atender grandes demandas. Melhor, é a partir desse momento que sua empresa passará a conseguir atender grandes quantidades de pedidos sem aqueles perrengues que falamos lá no começo do texto. Oferecer garantia de agilidade, segurança e pontualidade passou a ser considerado cada vez mais sinônimo de qualidade.
Pensando nisso, separamos algumas estratégias para a sua gestão de pedidos ser cada vez mais assertiva, objetiva e eficiente e, assim, sua empresa garantir a fidelização de clientes.

1. Agendamento bem feito

O primeiro passo para otimizar os processos da sua gestão de pedidos acontece já no agendamento. Esse é o momento que o cliente busca por informações detalhadas sobre o serviço oferecido.

Parece óbvio, mas é neste momento que grande parte dos problemas das entregas ocorrem, por não ter um procedimento mais cuidadoso das características do serviço solicitado.

2. Armazenagem inteligente

Realizar um armazenamento com inteligência pode ser a chave para um serviço de qualidade. Por exemplo, é possível utilizar embalagens de acordo com a carga. Pastas de plástico sanfonadas facilitam o encaixe de documentos, otimizando o espaço e possibilitando que cheguem ao cliente em excelente estado de conservação. Parece simples, mas são ações como essa que influenciam diretamente na credibilidade da empresa.

3. Controle de distribuição

Depois de planejar qual a melhor rota para chegar ao destino no menor tempo, é preciso colocar em prática para cumprir a entrega no prazo estipulado.

Nesta etapa, o gestor da distribuição tem a missão desafiadora de:

  • Conhecer bem a rota;
  • Avaliar a necessidade de recorrer à contratação de mais colaboradores para expandir o agendamento;
  • Minimizar a troca de endereços ou mercadorias devido à uma separação apressada no momento de sair para a entrega;
  • Reduzir a distância percorrida pelo operador;
  • Aumentar o número de entregas possíveis dentro do limite acertado.

4. Monitoramento de entrega

Deixar o cliente por dentro do processo de entrega faz com que ele se sinta parte da operação e tenha a sensação de um atendimento personalizado. É aí que falamos do monitoramento de entrega em tempo real.

Este modelo garante a visualização da previsão da demanda, e indica o desempenho da operação, a fim de corrigir falhas e criar planos de rota alternativa diante de uma emergência, por exemplo.

Por isso, um gerenciamento eficaz inclui o monitoramento da entrega para assegurar maior eficiência, cobrar melhorias, identificar falhas com precisão e saber se as condições estipuladas na contratação estão sendo cumpridas.

Com base em tudo que lemos, a gestão de pedidos é um dos aspectos fundamentais para tornar o atendimento mais eficaz, garantir a satisfação do cliente, aumentar a competitividade no mercado e ainda melhorar a lucratividade — já que parte das melhorias contribuem para a redução de custos.

E a sua empresa, como está fazendo a gestão de pedidos atualmente?