4 tendências de inovação no atacado distribuidor

BLOG

Homens em frente a um estoque de supermercado com planilha na mão

4 tendências de inovação no atacado distribuidor

Vamos falar de inovação? É sempre bom, né? A transformação digital já chegou na maioria dos setores da economia como transporte, agricultura, saúde e também no segmento que é nosso tema principal de hoje: o atacado distribuidor.

Segundo o IDC (International Data Corporation), até o final de 2019, os investimentos em transformação digital serão de aproximadamente US$ 1,7 trilhão nas empresas em todo mundo, um crescimento de 42% em relação a 2018.

Mas, já que vamos abordar o setor de atacado, nada mais justo que recordarmos o seu desempenho nos últimos anos. Vamos lá!

O atacado distribuidor nos últimos anos

Em 2017, o atacado distribuidor registrou crescimento de 0,7%, com faturamento de R$ 259,8 bilhões, o que representou uma fatia de 53,6% do mercado mercearil do país, chegando ao 14º ano consecutivo com participação acima de 50%. A pesquisa é da ABAD/Nielsen.

Em 2018, o setor de atacado e distribuição continuou com bons números. Entre janeiro e dezembro, o crescimento registrado foi de 1,35%, na comparação com o mesmo período de 2017.

O faturamento chegou a R$ 261,8 bilhões, novamente com participação acima de 50%, alcançando a marca de 15 anos seguidos representando mais da metade da atividade comercial brasileira. Os números foram também levantados pelas ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados).

A previsão de crescimento para 2019 é de até 3%.

O segmento tem boas expectativas para este ano de 2019 e espera colaboração do governo para continuar crescendo, em relação à nova previdência e a reforma tributária, temas importantes para o desenvolvimento do setor.

Mesmo em tempos de crise, o setor continua em alta. Isso pode ser explicado pelo consumo de produtos das famílias como alimentos, bebidas, itens de limpeza, higiene e cuidados pessoas, que estão sempre presentes nas listas de compras.

A importância da tecnologia

Nos últimos anos, mesmo com a recessão econômica, o mercado de atacado e distribuição vem se destacando, em grande parte devido aos fortes investimentos em tecnologia e inovação.

Felizmente, o setor já percebeu a importância de soluções disruptivas para otimizar processos, diminuir gastos, aumentar a produtividade e melhorar o atendimento ao público-alvo, atendendo as expectativas dos varejistas e consumidores finais.

O atacado sempre foi visto como “conservador”, mas isso está mudando (e precisa mudar). Pensando nisso, abordaremos a seguir as principais tendências de inovação para o setor, soluções e tecnologias que fazem a diferença nas vendas do segmento e podem escalar os negócios. Confira abaixo!

4 tendências de inovação no atacado distribuidor

Agora que você já entendeu a relevância deste segmento e a importância da tecnologia para o atacado, confira a seguir as principais tendências de inovação para o setor:

Internet das Coisas (IoT)

A IoT consiste na conexão entre objetos através de sensores, chips e/ou softwares. Qualquer máquina, aparelho, enfim, qualquer “coisa” que tenha em si a implementação de sensores e outros sistemas digitais que permitam a troca de informações com pessoas e outros objetos.

Essas trocas de dados não precisam de internet, necessariamente, podem ser feitas por radiofrequência, Wi-Fi, Ethernet, Bluetooth, entre outras formas de conexão. As possibilidades são inúmeras. Robôs, drones e veículos autônomos são exemplos de tecnologias com IoT. São equipamentos automatizados para seguir comandos previamente definidos pelos humanos, através do uso da Inteligência Artificial (AI).

No atacado, a IoT já está em prática. Temos o exemplo da Amazon, que tem câmeras em sua lojas físicas, que conseguem identificar os produtos escolhidos pelos clientes nas prateleiras. O consumidor não precisa passar pelo caixa, ele apenas escolhe o produto e recebe a fatura para pagamento.

Outro exemplo de aplicação da IoT no atacado são os drones, que podem auxiliar na segurança de mercadorias em estoque, por exemplo. Podemos citar também robôs específicos para monitoramento de entregas de produtos, conferindo se os mesmos chegaram ao destino final.

Inteligência de Dados

A informação se tornou o novo petróleo para as empresas, devido ao seu valor e importância para a tomada de decisões dentro dos negócios. Quem detém dados reais, relevantes, antes dos concorrentes, tem o poder nas mãos e, com informações seguras, pode fazer escolhas mais assertivas.

Para superar as expectativas dos clientes e, por vezes, surpreender o mercado, é fundamental que a empresa tenha informações em tempo real sobre suas operações. E a tecnologia é a grande aliada.

Imagine vendedores com aplicativos em seus smartphones que mostram preços atualizados, disponibilidade de produtos, dados de clientes, entre outras informações. Você concorda que, com números atualizados, estes profissionais poderão desempenhar um trabalho mais assertivo e ser mais produtivos?

Sim? Bom, esse é apenas um exemplo da importância dos dados no planejamento estratégico e na tomada de decisão das empresas.

Gestão inteligente de estoque e pedidos

Para se manterem competitivas, as atacadistas precisam investir tempo e dinheiro em sistemas de gestão de estoque e pedidos que estejam totalmente integrados com o negócio, obtendo informações transparentes e de fácil acesso.

Com informações centralizadas em um único software, as empresas têm mais segurança para fazer pagamentos, financiamentos e investimentos, por exemplo.

Automação de processos

De ponta a ponta, a automação de processos e tarefas se torna uma necessidade no atacado, e pode otimizar diversas áreas das empresas como: logística, estoque, financeiro, RH, entre outras.

Alguns atacadistas já estão utilizando plataformas online, softwares e aplicativos para otimizar seus processos e torná-los mais fáceis de planejar, controlar e supervisionar, reduzindo custos e aumentando lucros.

Algumas soluções permitem simplificar o processo de vendas de atacadistas e distribuidores, com o intuito de eliminar processos repetitivos e complexos das equipes financeiras e de vendas, aumentando a produtividade e eficiência dos profissionais dessas áreas.

Então, chegamos ao final deste artigo. Esperamos que você tenha gostado e assimilado: o panorama do atacado no Brasil; a importância da tecnologia para este segmento; as principais tendências de inovação no setor.

Agradecemos sua leitura. Até a próxima!

Leia mais: O que é automação de vendas? Um pequeno guia sem enrolação